Farmácia de Manipulação

3 MEDICAMENTOS PARA EMAGRECER RÁPIDO E COM SAÚDE

 

Olá, como você está no dia de hoje? Espero que bem! Na nossa conversa de hoje vamos falar um pouco sobre um pouco polemico para a sociedade, pois com o passar do tempo se tornou uma obsessão para algumas pessoas, Os 3 Medicamentos para emagrecer rápido e com saúde.

Emagrecer assumiu um papel muito importante para as mulheres quando o assunto é estético, pois é através do emagrecimento que muitas mulheres se inserem em um padrão de beleza que é procurado.

O problema do emagrecimento não é o ato de perder peso em si, mas sim de arriscar a própria saúde para entrar em um padrão que, por muitas vezes, é imposto por pessoas que não são satisfeitas com o seu próprio corpo.

Algumas pessoas arriscam a vida fazendo dietas malucas ou tomando medicamentos que a Anvisa sequer aprovou, podendo desenvolver problemas de saúde irreversíveis.

Primeiramente, o ato de emagrecer deve ser feito com hábitos saudáveis e medicamentos seguros que não prejudiquem a saúde.

Antes de você entrar neste processo, é válido fazer uma analise psicológica e solicitar um acompanhamento, para que a vontade de perder peso não se torne um transtorno como a anorexia ou a bulimia.

Primeiramente, para assegurar a sua saúde, vamos falar um pouco sobre estes transtornos e logo após te daremos dicas de medicamentos que te auxiliam na perda de peso, mas sempre respeitando a sua saúde.

Gosto do nosso tema de hoje? Quer saber mais sobre ele? Continue lendo!

 

O que é a anorexia?

A anorexia é um transtorno alimentar que afeta a forma como a pessoa enxerga o próprio corpo, vendo assim o seu corpo de maneira distorcida, como ele não é.

Um exemplo do que acontece é que esta pessoa está magra, por vezes até mesmo abaixo do peso e desnutrida, mas se vê como uma pessoa acima do peso e por isso tem a tendência a deixar de se alimentar para que haja a perda de peso.

As pessoas que sofrem com esta doença sempre olham meticulosamente o quanto de comida estão ingerindo, escolhendo tudo que vão comer de forma muito cautelosa e com o mínimo de calorias possíveis.

Quando esta pessoa é obrigada a comer fora – em um jantar ou eventos -, ela pode se alimentar bem em frente a todos e quando chegar em casa vomitar até achar que não resta mais alimento em seu estomago.

Algumas pessoas que tem esta doença tem peso baixo, muito medo de ganhar peso, autoimagem distorcida, restrições alimentares muito fortes, por exemplo.

 

O que é a bulimia?

Agora falaremos um pouco mais sobre a bulimia. A grande diferença entre ela e anorexia é que, existe a ingestão de alimentos, as vezes até em grande quantidade, porém logo após existem episodias de tentativa de eliminar o alimento.

A ingestão do alimento faz mal a quem tem bulimia, pois mexe diretamente com o psicológico, fazendo com que ela imagine que vai engordar se comer, então tenta tirar o alimento do corpo de toda forma.

A forma mais comum é forçando o vômito, mas também podem utilizar laxantes e outras substancias que ajudem a se livrar do alimento ingerido.

Outra diferença que podemos citar também é que pessoas que tem bulimia, algumas vezes, conseguem manter o peso de uma pessoa saudável, mas sofrem com um medo quase que mortal que aumentar alguma grama.

Para você ficar ligado e conseguir identificar se você mesmo ou outra pessoa que você convive tem este distúrbio, se ligue nos sintomas.

Estas pessoas desenvolvem refluxo gástrico, pois sempre tentam colocar para fora a comida que ingerem e assim o suco gástrico queima a passagem da mucosa como ácido, desidratação e inflamação da garganta, por exemplo.

Além de tudo, essas pessoas podem procurar vias de emagrecimento rápido, mas que não são saudáveis, como medicamentos que não são permitidos pela Anvisa ou até mesmo medicamentos com outros fins.

Vamos agora falar sobre os medicamentos que não devem ser tomados para a perda de peso, pois não fazem bem a saúde, colocando a sua vida em risco.

 

Medicamentos que não fazem bem para o emagrecimento saudável

Antidepressivos

Começaremos a nossa lista pelos mais conhecidos remédios, que causam perda de peso secundário a resolução de outros problemas.

Os antidepressivos são utilizados para combater doenças de cunho psicológico, como depressão e síndrome do pânico, porém algum dos remedias causam emagrecimento de forma secundária a resolução do problema.

O emagrecimento que o medicamento causa muito interessa as pessoas que querem emagrecer de forma rápida e a qualquer custo.

Para chegar a obter este medicamento é necessário a receita médica, por este motivo algumas pessoas alegam ansiedade para conseguir a medicação.

Por outro lado, algumas vezes, durante o processo de emagrecimento de forma saudável ocorrem crises de ansiedade o paciente ainda pode desenvolver depressão por achar que o seu corpo não está ficando da forma que quer ou que está demorando para acontecer.

Por este motivo, é recomendado que quando uma pessoa entre no processo de emagrecimento, entre também em acompanhamento psicológico com um profissional da área, assegurando assim a saúde física e a mental da melhor forma.

 

Subiterol

Este medicamento foi proibido pela Anvisa, mesmo sendo um medicamento natural para emagrecer.

No rótulo do medicamento estavam os elementos que estavam em sua composição e entre eles podemos encontrar: chá verde, gengibre e cafeína, por exemplo.

Você deve estar se perguntando o por que da Anvisa ter proibido a sua comercialização, mas a explicação é bem simples e você vai ficar chocado: O medicamento não tinha o registro na Anvisa.

Ou seja, a Agencia Nacional de Vigilância Sanitária não tenha registros da fabricação deste medicamento, sendo assim não sabiam nem quem o fabricava. Você consegue entender o risco que cada pessoa que adquiriu este medicamento corre?

Não saber a procedência de um medicamento é extremamente perigoso, pois não há registros de como é fabricado ou se aqueles ingredientes descritos no rótulo realmente estão na composição.

Além de tudo, o medicamento não e testado, por este motivo não é sabido os efeitos colaterais que o mesmo pode causar.

Por este motivo, se você está interessado em emagrecer, cuidado com os medicamentos, procure sempre os registros na Anvisa e sua forma de fabricação.

Agora que já falamos um pouco sobre cada coisa, vamos ao que interessa, vamos falar sobre os medicamentos que te ajudaram a perder peso sem abrir mão da sua saúde.

Está curioso para saber? Continue lendo!

 

Medicamentos que ajudam a perder peso ( mas podem oferecer algum tipo de risco a saúde)

Sibutramina

Este primeiro medicamento que iremos falar se trata da sibutramina e é um dos mais conhecidos e utilizados para a perda de peso.

É importante que você entenda o funcionamento deste medicamento, para entender o por que ele não é agressivo a sua saúde.

Primeiramente, é válido falarmos que ele tem registro na Anvisa e as suas vendas são permitidas, mas apenas com receita médica. Então, se você se interessa por obter se medicamento, peça para o seu clinico dar a opinião e receitar se ele achar certo. 

Este medicamento atua mexendo em alguns dos neurotransmissores – estes queridinhos são responsáveis por transportar, estimular e equilibrar os sinais entre os neurônios. Eles enviam mensagens para todo o corpo.

Sendo assim estes neurotransmissores liberam serotonina, noradrenalina ou dopamina, por exemplo, diminuindo o apetite e não mexendo com o seu humor. Além disso, ele incentiva o gasto calórico, por este motivo tem o seu efeito acelerado se for associado a exercícios físicos.

É preciso se atentar ao detalhe de que, este medicamento só é passado para pessoas que tenham o índice de massa corporal superior a 30, além de tudo é contraindicado para pessoas que tem hipertensão, diabetes ou doenças cardiovasculares.

Alguns efeitos colaterais que podemos citar que este medicamento tem são a dor de cabeça, prisão de ventre, secura na boca e dificuldades para dormir.

 

Saxenda

Este medicamento para emagrecer foi aprovado pela Anvisa em 2016. Tem como principio ativo a liraglutina, a mesma de um remédio para tratar diabetes.

Este medicamento auxilia na diminuição de peso, pois reduz a sensação de fome, além e melhorar a circulação da glicose no sangue. Mas como os remédios para diabetes, ele deve ser injetado na pele e não tomado via oral.

Este medicamento só é recomendado para pessoas que tenham mais de 30 kg, além de ter o índice de massa corporal maior que 27 ou alguma situação ligada ao excesso de peso como hipertensão, diabetes ou alteração no colesterol.

É acreditado que este medicamento cumpre melhor o seu papel em pessoas com problemas metabólicos, pois ele tem a vantagem de preservar o pâncreas. Além disto, este medicamento não afeta o humor do paciente, assim como a maioria dos medicamentos para emagrecer.

Como efeito colateral ele pode causar pancreatite e em usuários que tenham diabetes tipo II, pode causar risco de hipoglicemia.

 

 

Fluoxetina

Assim como falamos acima, existem alguns tipos de antidepressivos que auxiliam no emagrecimento, o fluoxetina é um deles.

Este medicamento não atua diretamente na perda de peso ou inibição de absorção de gordura, mas sim diminuindo a ansiedade e consequentemente a compulsão alimentar.

O uso deste medicamento só é indicado para pessoas que tenham problemas de peso associados a distúrbios emocionais como a ansiedade, depressão e síndrome do pânico.

Para que este medicamento seja utilizado com fins de perda de peso é necessário que o paciente tenha o índice de massa corporal maior que 30, além de um diagnostico de depressão ou de transtorno de ansiedade generalizada.

Alguns efeitos colaterais que podem surgir são as diarreias, dores de barriga, dores de cabeça, fadiga e dificuldades para dormir.

Além dos citados acima, estudos mostram que após 6 meses do uso do medicamento, a singela perda de peso vai diminuindo e se perdendo.

 

Sertralina

Este medicamento também é um antidepressivo, assim como fluoxetina, mas é mais utilizado para combater doenças psíquicas, pois quando é utilizado para auxiliar na perda de peso pode causar compulsão alimentar em quantidades exorbitantes.

O uso deste medicamento é totalmente restrito a pessoas que tem obesidade associada a depressão ou a casos de transtorno de ansiedade generalizada.

Os efeitos colaterais podem ser bem comuns como a dificuldade para dormir ou um excesso de sono, tonturas, cefaleia, diarreia, secura na boca, náuseas, dificuldades para ejacular ou ejaculação precoce e cansaço, por exemplo.

 

Bupropiona

Este medicamento também se trata de um antidepressivo, porém ao contrário da fluoxetina e da sertralina, este medicamento diminui a compulsão alimentar, por este motivo é o mais indicado para a perda de peso.

Este medicamento é muito indicado quando o paciente tem dificuldades em perder peso sozinho e todos os meios que ele tentou não mostraram resultado, além disto é indicado também para pacientes que apresentem quadros psiquiátricos como a compulsão alimentar.

Os seus efeitos colaterais podem assustar um pouco, pois o medicamento causa dificuldades para dormir, dor de cabeça e em casos que a reação é mais grave pode chegar a taquicardias, hipertensão, urticaria e manchas na pele.

Por este motivo é indicado tomar este medicamento apenas quando estiver fazendo acompanhamento com médico.

 

Anfetaminas

Agora falaremos das anfetaminas, podemos citar entre elas como exemplo a Anfepramona, Femproporex e Mazindol, por exemplo.

Estes medicamentos listados acima atuam justamente na redução do apetite, favorecendo assim a perda de peso.

Nos dias em que vivemos este tipo de medicamento não é mais comercializado, porém existe uma sanção que aguarda a provação do Presidente do Brasil para que este tipo de medicamento volte a ser comercializado.

A Agencia de vigilância sanitário proibiu este medicamento desde 2011, por que não existiam estudos que mostrassem seu real benefício para o corpo.

O maior benefício que este medicamento oferece trata-se da inibição quase que completa da fome, auxiliando assim a perda de peso tão desejada.

Entretanto os efeitos colaterais estão entre não reeducar o paciente a comer melhor para ter a perda de peso ou pelo menos mantê-la e também não ajudam metabolicamente falando o corpo a funcionar melhor.

Outros efeitos colaterais que podemos citar tratam-se de ansiedade, irritabilidade, dificuldades para dormir e até depressão.

 

Medicamentos que ajudam a perder peso de forma saudável

 

Orlislat

Este medicamento tem um funcionamento totalmente diferente dos medicamentos que já falamos aqui, pois ele não atua inibindo a fome ou os neurotransmissores, mas sim inibindo a absorção de gordura do corpo.

O Orlislat tem o poder de inibir até 30% da gordura consumida, fazendo com que ela seja eliminada pelos dejetos naturais do corpo, as fezes.

É valido ressaltarmos que, a maioria das pessoas que utilizam este medicamento o utilizam apenas como complemento, junto a outros medicamentos como os citados acima, que inibem os desejos.

Este medicamento é muito indicado para pessoas que tem uma alimentação muito rica em gordura, mas que não consegue diminuir o consumo.

O ponto negativo que mais chama atenção é que, este medicamento pode causar diarreia, pois em suas fezes são encontradas grandes percentagens de gordura, sendo assim pode causar um pequeno desconforto.

 

Quitosana

Quitosana é medicamento é natural e auxilia na perda de peso. Esta substancia é retirada do exoesqueleto de insetos e crustáceos, retirando sua fibra e oferecendo saciedade.

Além disso, esta substância tem propriedades que impedem a absorção de gordura pelo corpo, diminuindo assim o peso e a gordura localizada. Porém, um dos efeitos colaterais é a diarreia causada pelo excesso de gordura nas fezes.

A única contrapartida é que não existem estudos oficiais que comprovem que esta sustância auxilia na perda de peso.

 

Goji Berry

O goji berry é uma fruta chinesa capaz de prevenir doenças e auxiliar na perda de peso.

Estudos mostram que o consumo de capsulas de Goji Berry associados a suco podem ajudar na perda de peso, pois é comprovado que pessoas com baixo consumo de vitamina C são mais resistentes na perda de peso.

Para que este medicamento natural funcione é preciso que seja aliado a uma dieta equilibrada e exercícios físicos.

 

Conclusão

Na nossa conversa de hoje falamos um pouco sobre medicamentos que podem ser utilizados e os que não podem ser para que seja obtida a tão sonhada perda de peso.

Como falamos acima é necessário que no inicio de uma dieta para a perda de peso aja o acompanhamento com profissionais responsáveis pela saúde mental, tendo em vista que este campo é muito sensível e facilmente afetado.

Quando durando o processo de perda de peso a saúde mental é ignorada é mais fácil desenvolver doenças como a depressão ou a ansiedade, dificultando assim o processo e causando frustração e tristeza.

Por este motivo, cuide sempre da sua saúde mental, além de cuidar da física.

Outra recomendação que damos é de que sejam consumidos medicamentos apenas autorizados pela Anvisa, pois é ela que controla e permite a comercialização dos remédios bons para o consumo.

Além disto, apenas faça a ingestão de medicamentos aprovados pelo seu médico, pois ele sabe as necessidades e meios de perder peso sem que sua saúde física seja comprometida.

Gostou do texto de hoje? Gostaria de ler mais sobre? Continue conosco para mais textos. Até mais!

 

Farmácia de Manipulação Físico Farma

A Físico Farma é uma farmácia de manipulação de fórmulas personalizadas, localizada em Belo Horizonte-MG, que atua com energia 100% renovável e trabalha com comprometimento para produzir os melhores produtos.

Blog Físico Farma

 

Everton F. D. Col

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De volta ao topo