Farmácia de Manipulação

.

COMO MELHORAR A LIBIDO E DISPOSIÇÃO SEXUAL

A vida sexual de pessoas ativas é bastante importante para diversos âmbitos, seja relacionado a saúde mental ou a saúde do corpo, é importante lembrar que existe uma grande valorização.

O fato que não se pode esquecer é que, ao longo da vida sexual de uma pessoa, esta pode se deparar com a falta de vontade na hora do sexo ou uma insatisfação constante, chegando a beirar a frustração.

Para que você não sofra com isso, no texto de hoje eu vou conversar com você sobre como melhorar a libido e disposição sexual, voltando a dar um novo rumo para a sua vida sexual.

O que é libido?

Esta palavra é bem utilizada, se tornando comum, mas você sabe do que se trata a libido de fato?

A palavra libido vem do latim e significa desejo, nos dias de hoje ela é totalmente relacionada a vida sexual e as vontades deste âmbito.

Existem tipos de líbidos diferentes para mulheres e para homens e estes podem se apresentar de formas distintas, indo desde o desejo sexual, passando pelo vício em sexo e podendo chegar até a falta de interesse.

A libido é regulada biologicamente pelo corpo, para ser mais exato, ela é regulada em homens pela testosterona e nas mulheres pelo estrogênio.

 

Como saber se estou com baixa libido?

Existe uma métrica muito utilizada por sexólogas para que você saiba se o que está havendo é a falta de libido ou a falta de opção.

O primeiro sinal é o desconforto sem motivos aparentes, a situação em que a pessoa fica pouco à vontade. Outra condição é a duração de 6 meses desse desconforto.

Assim, você deve avaliar se isso existe por motivos internos ou externos, para que assim uma medida seja tomada.

 

O que pode causar a falta de libido?

Existe uma gama de coisas que podem causar a falta de libido de uma pessoa, esta é uma questão bastante complexa, mas para solucionar é preciso entendê-la.

 

Desequilíbrio hormonal

Como foi dito, os hormônios também regem a libido, por isso quando ocorre este desequilíbrio, é provável que comece a haver também a falta de interesse entre os parceiros.

 

Diabetes

A diabetes é uma doença conhecida a muitos anos, mas ela não leva desvantagens apenas para saúde, mas também para a vida sexual de quem a tem.

Esta doença pode prejudicar os órgãos sexuais, por isso não deixe de visitar o ginecologista ou o urologista além disso, o uso de alguns medicamentos podem causar esta falta.

Caso seja interessante, busque a mudança do seu medicamento, mas sempre em conversa com o seu médico.

 

Problemas cardíacos

Os problemas cardíacos são um grave risco a saúde, além disso eles prejudicam a libido de quem os tem.

Principalmente os homens, eles precisam de irrigação para que a ereção seja feita, mas com os problemas cardíacos como entupimento de veias ou taquicardias isso pode se tornar difícil.

Portanto, faça sempre acompanhamento médico e exames de rotina, para que não haja o risco de prejudicar o coração.

 

Doenças neurológicas

As doenças neurológicas são mais comuns do que imaginamos e elas podem afetar a libido. Os neurônios são responsáveis por inervar todo o corpo, dando sensibilidade, por exemplo.

Quando existe a falta de inervação em alguns locais o prazer da relação sexual não chega ao cérebro, fazendo com que a libido seja diminuída.

 

Alcoolismo

O consumo exacerbado de álcool pode fazer com que a capacidade de ereção seja diminuída, prejudicando assim a libido.

 

Medicações

Algumas medicações podem tirar o desejo sexual de quem as ingere. Medicamentos psicotrópicos, ansiolíticos, anticoncepcionais, anti-hipertensivos e antigripais, por exemplo.

 

Período menstrual

O período menstrual para as mulheres é uma época bastante particular, que pode variar de pessoa para pessoa. Os muitos hormônios que são jogados na corrente sanguínea podem ser a causa da falta de libido.

Assim como o inchaço, dores e desconfortos pode fazer parte deste pacote tão incomodo.

 

Aceitação do corpo

Problemas com peso ou com o formato do corpo assombram muito as pessoas, principalmente as mulheres de todas as idades.

A preocupação que o seu parceiro ou parceira não goste do que vê pode levar a uma preocupação capaz de diminuir a libido, fazendo com que a pessoa com o desconforto fuja de relações sexuais pelo fato de necessitar ficar sem roupas.

 

Timidez e religião

A educação dada a mulheres principalmente, pode colaborar para que esta tenha uma queda na libido por conta dos valores passados.

 

Problemas no relacionamento

Relações passam por problemas, pois pessoas são diferentes e nem sempre, a todo momento, as suas ideias concordam.

A falta de respeito e discussões com frequência podem fazer com que a libido decaia cada vez mais.

 

Rotina no sexo

Alguns casais já estão juntos a muito tempo e estes podem chegar ao ponto de achar que a relação é sempre igual, sem nada de diferente, sem surpresas que impactem ou emoções novas.

Esta falta de novidade pode fazer com que o desejo sexual diminua e até mesmo se esgote!

 

Pouco conhecimento do corpo

Algumas pessoas não conhecem o seu próprio corpo, sendo difícil de se dar prazer e de fazer com que o outro de mais prazer para ela. Por isso é importante saber quais os pontos podem te reacender.

 

Tipos de disfunções sexuais

 

Femininas

A primeira q posso citar é a perturbação do desejo sexual, onde nenhuma iniciativa do parceiro faz com que a mulher de alguma resposta. Durante o ato, o prazer é reduzido e o tempo se torna pequeno.

O distúrbio do orgasmo feminino é a ausência do orgasmo, mesmo que a mulher seja estimulada corretamente. Ele pode fazer com que a mulher se sinta mal emocionalmente, fragilizada e frustrada.

Por último, mas não menos importante, o distúrbio da dor e penetração genitopelvica. Neste tipo pode ocorrer muita dor no momento das atividades sexuais, causando dores e desconfortos que podem variar.

 

Masculinos

O transtorno do desejo sexual hipoativo faz com que homem não tome a iniciativa e, muitas vezes, fazendo com que as respostas ao parceiro sejam devagar ou inexistentes.

A disfunção erétil é um fantasma na vida de muitos homens. É possível que medicamentos sejam tomados, para que o fluxo sanguíneo se mantenha no pênis até a finalização do ato.

 

 

Como aumentar a libido?

Aumentar a libido pode ser um fator importante para a satisfação pessoas, satisfação com o outro e para a felicidade nas suas relações.

Veja a seguir algumas dicas que podem te ajudar a aumentar a libido de forma simples e acessível.

 

Alimentação melhor

Quando nos alimentamos bem, nos sentimos mais dispostos, com mais vontade de fazer as coisas e com os sistemas do corpo em melhor funcionamento.

Assim, a melhor alimentação regula os níveis de açúcar e de sal no sangue, evitando a má circulação do sangue e a falta de vontade que o mal estar pode dar.

 

Mudança de medicamentos

Para as pessoas que tomam medicamentos como os citados acima, é possível que algum destes possam causar perda da libido. Para que isso seja contornado, uma das opções tidas é de conversar com o seu médico, colocar o seu tratamento na balança, se atentar a possibilidade de mudança.

Veja se o tratamento tem te dado melhor qualidade de vida, diminuindo efeitos negativos e veja também qual é a importância da sua vida sexual dentro da sua realidade.

Na Físico Farma existe suplementos e medicamentos que auxiliam no aumento da libido e desejo sexual.

Podemos citar alguns, como o Ioimbina, maca peruanaque servem para mulheres e homens e um específico para homens, que é o Long Jack + Tadalafila.

Menor uso de álcool

Pessoas que tendem a beber todos os dias podem ter problemas de ereção e de libido. Para isso, busque diminuir as quantidades até que beber se torne um evento unicamente social.

Caso você não consiga diminuir a quantidade de álcool ingerido sem ajuda, é recomendado buscar por órgãos como o de Alcoólicos Anônimos, a ajuda é válida e você pode melhorar a sua vida sexual.

 

Atividades físicas

Quanto mais disposição você tiver, mais libido você terá. Por isso faça atividades físicas, podem ser de baixo impacto, como as caminhadas, apenas para que o corpo se movimente.

Com os exercícios físicos é possível que você trabalhe o corpo, a mente e ainda o prepare para outras atividades. Sem contar que, com os exercícios são liberados hormônios como da felicidade e satisfação.

 

Aceitação

Caso você não tenha libido por conta de vergonha do seu corpo, é preciso que questões de aceitação mereçam atenção.

A primeira dica é a busca pela melhora, por isso vá ate um nutricionista e regule a sua alimentação, seja para a perda de peso ou para o ganho. Se for possível, entre em uma academia ou faça lutas, caminhadas e dança.

A movimentação do seu corpo tonificará os músculos, aumentando a massa magra e diminuindo a gordura e flacidez.

Caso o dito a cima não funcione, não deixe de buscar por um psicólogo que te ajudará na questão de aceitação e de ter mais felicidade com o seu corpo.

 

Conversa

Um dos motivos que citamos acima foram as discussões de um relacionamento. Para que esta situação seja amenizada é aconselhado uma conversa para resolver as diferenças e o casal voltar aos seus bons dias.

Entretanto, se a conversa em casa não levar a um conforto, é indicado que seja feita uma terapia para casais, onde um profissional da área estará presente para resolver o conflito.

 

Reflexão

Assuntos com tema de religião e princípios podem gerar muitas incógnitas para as pessoas, mas o fato é que, elas mexem com a cabeça e podem causar angustias seríssimas.

Coloque sempre na balança a importância deste princípio na sua vida, analise também se ele vem te fazendo bem todos estes anos. Caso a resposta seja não, é a hora de mudar.

Não falo de mudar radicalmente, mas mude aos poucos o que não te agrada, seja um ensinamento sobre qual roupa usar ou qual jeito falar, de pequenos passos para que os maiores venham em seguida.

 

Controle de doenças

Existem doenças como a diabetes e doenças ligadas a sistemas, como o nervoso e o cardiovascular, que podem prejudicar a sua libido.

Para que isso não ocorra, pois a maioria destas doenças não tem cura, busque sempre mantê-las controladas, tomando os medicamentos na hora certa e seguindo a dieta.

Com estas doenças controladas, é muito mais fácil que você consiga ter a sua libido de volta, retornando ao prazer de uma vida sexual ativa.

Surpresas

Algumas vezes os relacionamentos podem cair na rotina e para que isso não aconteça com o seu, não esqueça de inovar, levar brinquedos e histórias que podem aumentar a sua libido e do seu parceiro ou parceira.

As surpresas podem ser feitas em relação ao lugar, ao momento, as roupas ou ao que é utilizado.

 

Exames

Sabemos que os hormônios podem afetar a sua libido, para saber se o problema não está neles é preciso realizar exames de sangue, para saber qual é o nível de cada um encontrado no sue corpo.

A partir deste resultado você pode buscar por mais motivos para o que está acontecendo ou apenas tentar solucionar com medicações, caso este seja o motivo da falta de libido.

 

Idade

A idade pode fazer com que a libido diminua, por isso busque por profissionais de saúde para avaliar o caso.

Fatores como a menopausa podem afetar, portanto, não deixe de fazer exame sempre, para que assim uma solução possa ser arrumada para o caso.

 

Conclusão

Olá, no texto de hoje eu conversei com você sobre como melhorar a libido e por consequência, como melhorar a sua vida sexual. Esta pode ser muito importante para você, mas não faça sacrifícios para ter a sua libido de volta.

Caso sinta a necessidade ou os procedimentos gerem problemas, busque por um profissional da área, para que medicamentos sejam passados para ajudar.

Gostou do texto de hoje? Quer saber mais sobre assuntos como este? Continue a me acompanhar nosso blog, me siga no Instagram e curta a minha página no facebook!

Tem dúvidas relacionadas ao mundo dos fármacos? Fale conosco, será um prazer te ajudar! Até o próximo texto!

Everton F. D. Col

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De volta ao topo